I - DO IMÓVEL

 01. MATRÍCULA DO OFÍCIO PREDIAL ATUALIZADA (com certidão de ônus);

02. CERTIDÃO DE QUITAÇÃO DE TRIBUTOS MUNICIPAIS (Emitida em caso de regularidade);

03. CERTIDÃO DE QUITAÇÃO DA TAXA DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES PARA IMÓVEIS SEDIADOS NA CAPITAL DO ESTADO (extinta em 2005);

04. CERTIDÃO NEGATIVA DE DESAPROPRIAÇÃO;

05. CERTIDÃO DE LAUDÊMIO (para imóveis localizados em área da Marinha, principalmente no Litoral);

II - DO VENDEDOR

01. CERTIDÃO NEGATIVA DO DISTRIBUIDOR CÍVEL, INCLUINDO EXECUTIVOS FISCAIS (Estadual e Municipal), FALÊNCIAS E CONCORDATAS;

02. CERTIDÃO NEGATIVA DO DISTRIBUIDOR CRIMINAL;

03. CERTIDÃO NEGATIVA DA JUSTIÇA FEDERAL;

04. CERTIDÃO NEGATIVA DA JUSTIÇA DO TRABALHO;

05. CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITOS TRABALHISTAS;

06. CERTIDÃO NEGATIVA DO DISTRIBUIDOR DE PROTESTO DE TÍTULOS;

07. CERTIDÃO NEGATIVA DA RECEITA FEDERAL;

08. CERTIDÃO DA JUCESP COMPROVANDO A INEXISTÊNCIA DE REGISTRO(S) DE EMPRESA(S);

09. CERTIDÃO DE ESTADO CIVIL (Nascimento ou casamento) COM MENOS DE SEIS MESES DE EXPEDIÇÃO ou  DECLARAÇÃO NEGATIVA DE UNIÃO ESTÁVEL.

 

OBSERVAÇÕES

(a) Se o vendedor for pessoa jurídica ou restar constatada a existência de registro de empresa em nome da pessoa física, além destas se faz necessário a CND do INSS, a certidão de regularidade do FGTS, de quitação de tributos estaduais (ICMS) e o contrato social, para aferição dos poderes e da regularidade da representação, devendo ser apresentadas as mesmas certidões em nome dos sócios.

(b) As certidões acima dizem respeito ao foro da situação do imóvel. Caso os vendedores residam em outro local, deverão ser apresentadas também as certidões do local da residência, abrangendo os últimos cinco anos.

(c) Se o atual vendedor tiver adquirido o imóvel em período igual ou inferior a cinco anos, todas as certidões deverão ser obtidas também em nome do anterior proprietário.

 

III - NO CASO DE UNIDADE RESIDENCIAL EM CONDOMÍNIO

 

TODAS AS CERTIDÕES ELENCADAS NOS INCISOS I E II, COM A ADIÇÃO DE:

DECLARAÇÃO DA ADMINISTRADORA OU SÍNDICO (com ata da assembleia que os elegeu), DE QUITAÇÃO DAS DESPESAS CONDOMINIAIS ATÉ A DATA DE IMISSÃO DA POSSE.

 

IV - NO CASO DE IMÓVEL LOCADO

TODAS AS CERTIDÕES ELENCADAS NOS INCISOS I, II e III, COM A ADIÇÃO DA NOTIFICAÇÃO AO LOCATÁRIO DE PREFERÊNCIA NA AQUISIÇÃO COM RESPOSTA DE DESINTERESSE OU COMPROVAÇÃO DA INÉRCIA E PRESUNÇÃO DE DESISTÊNCIA. 

  

IMÓVEL RURAL

 

V - DO IMÓVEL

01. MATRÍCULA DO OFÍCIO PREDIAL ATUALIZADA (com certidão de ônus);

02. CERTIDÃO DE QUITAÇÃO DO IMPOSTO TERRITORIAL RURAL (ITR);

03. CERTIDÃO NEGATIVA DE DESAPROPRIAÇÃO;

VI - DO VENDEDOR

TODAS AS CERTIDÕES PREVISTAS NO INCISO II, ADICIONADAS DE PROVA DE INSCRIÇÃO NO FUNRURAL, COM A INCIDÊNCIA DAS MESMAS OBSERVAÇÕES.

 

CONSTANDO APONTAMENTO EM QUALQUER UMA DAS CERTIDÕES, SOLICITAR CERTIDÃO DE INTEIRO TEOR (OBJETO E PÉ), PARA AFERIÇÃO DA POSSIBILIDADE DE REPERCUSSÃO OU NÃO SOBRE O NEGÓCIO.

 

Recomendação do CRECI da 2ª Região -  Atualizado em  julho de 2012